FoodLabs Locais

Nome do Projeto: “FoodLabs” Locais


Destinatários: Comunidades Intermunicipais, Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, Associações de Desenvolvimento Local


Breve descrição do Projeto: Portugal, o país da boa comida, dos bons ingredientes e das boas gentes, é detentor de um almanaque gastronómico impar no mundo, cuja dispersão importa concentrar num esforço concertado entre populares, associações locais, confrarias, autarquias locais (Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia) e comunidades intermunicipais para que o conhecimento, as técnicas, os ingredientes e os saberes-fazer de outrora não se percam.

Malhar o trigo, usar o forno, matar o porco, vindimar, colher a azeitona e preparar o azeite, juntar na cooperativa o leite dos seus animais, praticar a arte xávega com aqueles que preservam as mesmas memórias, enfim. A riqueza das atividades gastronómicas, a montante ou a jusante, assim o era porque se desenrolavam à volta das comunidades locais.

Estamos no momento certo para recolher todo esse acervo, diferenciar a oferta turística local, escolher e promover produtos gastronómicos embaixadores e transformar em único aquilo que se julga ser de todos ou de outros. Só com estas caraterísticas (os saberes e a disponibilidade locais) podemos afirmar uma Cozinha Popular e Tradicional de Portugal, com fibra, génese e futuro. É necessário voltar a experimentar o que já caiu no esquecimento, qual laboratório de vida, com a força e o saber local.

E isto urge. Arriscamo-nos a perder, em cada terra, todas as fontes de informação não documentais e a deixar ir na miscelânea dos tempos a confusão gastronómica que já se impõe, por força dos esforços de outros países na promoção da sua gastronomia (e com um meritório trabalho como o Japão, Perú, Itália).

O FoodLabs Locais (importa perceber que o nome aponta para esta necessidade de internacionalizar, dar a conhecer, explicar) pretende ser um laboratório de experimentação viva e de divulgação das tradições, ingredientes, técnicas enquanto atua como um catalizador e criador de experiências turísticas únicas em co-criação.


Principais linhas de ação: Recolha e levantamento de tradições gastronómicas, análise de informação, recolhe de fontes documentais e orais, análise de técnicas, criação de festivais gastronómicos, livros de receitas, recolha em vídeo, elaboração de documentário, oferta turística diferenciada, co-criação.


Autoria: Óscar Cabral


Utilize o formulário abaixo para iniciar uma conversa sobre este Projeto.